Publicada em 17/03/2014 - 15h23min   /  Autor:  Assessoria
Transposição – CUT apoia mobilização e propõe cobrança de posição à bancada federal

O presidente do Sintero, Manoel Rodrigues, fez severas críticas ao governo federal pela demora em efetivar a transposição


Porto Velho, RO –
Foi realizado na manhã desta segunda-feira (17) um grande ato público realizado por iniciativa do Sintero, Sindsaúde, Sindsef, Sinsepol, Sinjur, Singeperon e Sindler, para cobrar das autoridades mais empenho na concretização da transposição dos servidores de Rondônia para os quadros da União.

Atendendo à convocação das entidades sindicais milhares de servidores compareceram no ato público em defesa da transposição, realizado na Praça das Três Caixas D’Água, em Porto Velho. Todos os deputados federais e senadores de Rondônia foram convidados para o ato, mas compareceram apenas os senadores Valdir Raupp e Acir Gurgcaz, além dos deputados federais Padre Ton, Marcos Rogério, Nilton Capixaba e Carlos Magno.

O presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Itamar Ferreira, manifestou apoio à mobilização e propôs que se até o final de março não for implementada a transposição, que os onze parlamentares de Rondônia passem a não votar mais a favor de projetos do governo; sendo que o parlamentar que não acatar esta deliberação seja denunciado para a população, através de Outdoor e outros materiais.

O presidente do Sintero, Manoel Rodrigues, fez severas críticas ao governo federal pela demora em efetivar a transposição. Ele citou a frustração dos sindicalistas durante a visita da Presidente Dilma Roussef a Porto Velho, no fim de semana, quando os representantes dos servidores foram ignorados pela comitiva. “O descaso é tão grande que as viaturas que levavam o governador Confúcio Moura quase passaram por cima do grupo de sindicalistas”, disse indignado o sindicalista.

Caio Marin (Sindsaúde), Jales Moreira (Sinsepol), Daniel Pereira (Sindsef), Francisco Roque (Sinjur) e Anderson Pereira (Singeperon) foram unânimes em afirmar que falta uma atuação mais enérgica da bancada federal nas cobranças ao Executivo.

Em sua fala o presidente da CUT destacou, também, sua frustração com o fato de não ter sido possível tratar da transposição durante a visita da presidenta Dilma, mas ressaltou que a visita foi importante para os milhares de atingidos pela a cheia do Rio Madeira, pois a presidenta reconheceu o estado de calamidade pública, o que facilitará a ação das autoridades locais no atendimento as vítimas; bem como, a inclusão prioritária dessas famílias no programa Minha Casa Minha Vida, liberação de FGTS, perdão de dívidas de financiamento; além de transformar em prioridade a construção da ponte sobre o Rio Madeira, interligando ao Acre.

COMENTÁRIOS

"ESSA BARRAQUEIRA ARROGANTE" PRA LIBERAR ESSAS MIGALHAS NÃO PRECISAVA VIR A RONDÔNIA. QUANTO A TRANSPOSIÇÃO LEMBRAMOS DAS BRAVATAS E MENTIRAS QUANDO ESTEVE AQUI EM 2011, A MESMA DILMA MENTIROSA, QUE ALIÁS É PRÁTICA DO PT. IMAGINEM SE O PRESIDENTE FOSSE "JOSÉ SERRA" ESSA PETEZADA JÁ TINHAM SUBIDO NAS TAMANCAS E EVOCADO OS IDEAIS A LÁ : LENIN, STALIN, MAX E TANTAS BABOSEIRAS A MAIS. QUEM SABE ATÉ OS IRMÃOS CASTROS E O EX-LÍDER BOLIVARIANO "HUGO CHAVES" QUE COMO JÁ MORREU, SERVE NICOLÁS MADURO OU RAFAEL CORREIA DO EQUADOR, E ATÉ O VIZINHO ÍNDIO DA BOLÍVIA "EVO MORALES".

WANDERLEY DE ALTO ALEGRE

Postado em 17/03/2014 às 16:28

Rua Getúlio Vargas, 2086 - Sala F
São Cristovão / Porto Velho - RO
Fone: 69 3229-0169 / 8439-0794
rondoniadinamica@gmail.com
© Copyright 2014 RONDÔNIA DINÂMICA COMÉRCIO E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA