Raúl Castro e Mujica se solidarizam com 'perseguição política' a Lula

Raul Castro se solidariza com Lula: 'Cuba sempre estará ao lado do povo brasileiro', disse Castro em sessão no Parlamento cubano após condenação de Lula

O presidente cubano, Raúl Castro, denunciou nesta sexta-feira, 14, uma "perseguição política" contra o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, com o objetivo de frustrar sua candidatura às eleições de 2018.

"Ao companheiro, vítima de perseguição política e manobras golpistas, expressamos nossa solidariedade ante a tentativa de impedir sua candidatura à eleições diretas com uma inabilitação judicial", disse Castro no fechamento da primeira sessão do Parlamento cubano, transmitido pela emissora de televisão oficial.

"Lula, Dilma, o Partido dos Trabalhadores e o povo brasileiro terão Cuba sempre ao seu lado", acrescentou.

Lula foi condenado a nove anos e meio de prisão pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro, mas poderá recorrer em liberdade e disputar as próximas eleições caso a decisão do juiz Sérgio Moro não seja confirmada em segunda instância.

APOIO TAMBÉM NO URUGUAI

Também se mostraram solidários a Lula a coalizão governante do Uruguai, Frente Ampla (FA), e o ex-presidente José Mujica. Em uma declaração enviada pela Mesa Política, a FA expôs "sua preocupação ante o pronunciamento judicial sobre o ex-presidente Lula da Silva e, chamativamente, em uma sequência imediata posterior" a aprovação no congresso brasileiro de uma reforma trabalhista "que afeta direitos elementares" aos trabalhadores.

A FA ainda declarou "o desejo" de que o País "consiga superar pela via democrática a profunda crise que o afeta, com eleições livres, sem interdições, nem proscrições".

http://www.msn.com/pt-br/noticias/crise-politica/ra%C3%BAl-castro-e-mujica-se-solidarizam-com-persegui%C3%A7%C3%A3o-pol%C3%ADtica-a-lula/ar-BBErU7J?li=AAggXC1

Autor / Fonte: Estadão

Leia Também

Comentários