Obra de revitalização do monumento da Praça dos Migrantes é iniciada

Obra de revitalização do monumento da Praça dos Migrantes é iniciada

A Prefeitura da Estância Turística de Ouro Preto do Oeste, em parceria com a Associação Lítero Cultural de Ouro Preto do Oeste (ALCOPO), iniciou a restauração do monumento localizado na Praça dos Migrantes, bairro Jardim Tropical, centro da cidade. A obra de 1983 homenageou as famílias de migrantes e o soldado da borracha Francisco Pereira Rocha, conhecido por “Mingonga”.

Após muitas críticas e décadas de abandono, o servidor André Henrique Ricardo Estevam, responsável pelo Departamento Municipal de Cultura, sensibilizou-se com a situação precária em que se encontrava o monumento e, mesmo com escassez de recursos, encontrou na parceria com a ALCOPO uma saída para que a restauração fosse possível.

A presidente da ALCOPO, Maria Elizabeth Dias Ferreira, carinhosamente conhecida por Bete, explicou que André teria procurado a diretoria da Associação e feito o convite para realizarem a revitalização daquela obra. Bete ressaltou que ela, juntamente com a vice-presidente Valdete Roza, em razão da história e da importância do monumento para Ouro Preto do Oeste, aceitaram.

André frisou que essa parceria irá tornar possível a restauração, fazendo com que aquele espaço volte a ser frequentado pelas pessoas tanto do município quanto por turistas. Destacou a relevância histórica e artística que existe naquele monumento.

O que será feito?

Bete detalhou que os trabalhos já foram iniciados. Toda a madeira está sendo dedetizada contra cupins e outras pragas, por fora e por dentro, já que o monumento é oco. Em seguida, será providenciada uma nova cobertura, e os buracos provocados por cupins serão preenchidos. Também haverá cuidados com o apodrecimento da madeira, em decorrência de exposição às chuvas.

A presidente disse que, na sequência, irá avivar os entalhes, lixar e aplicar um composto semelhante ao produto selador para impermeabilizar a madeira que, logo após, será envernizada. Também irá revitalizar o entorno do monumento, com gramas, plantas, bancos e iluminação apropriada para o local.

O monumento

Inaugurado no ano de 1983, a obra entalhada pelo escultor Rômulo Rayga, retrata as famílias de migrantes nas colheitas de café, cacau e borracha, além do soldado da borracha Francisco Pereira Rocha, que era conhecido por “Mingonga”, que faleceu em 1984, vítima de acidente de trânsito.

Autor / Fonte: Gazeta Central

Leia Também

Comentários