Publicada em 06/06/2011 - 14h45min   /  Autor:  Rondoniadinamica
Médici: presos na ‘Operação Boi Gordo’ podem pegar mais de seis anos de prisão

Confira os nomes dos acusados de desviar mais de R$ 2 milhões



Em Presidente Médici-RO, os sete presos na “Operação Boi Gordo”, acusados de desviarem mais de R$ 2 milhões, podem pegar cada um, mais de seis anos de detenção em regime fechado. Os envolvidos no esquema foram presos em 06 de maio e soltos no último dia 31 e respondem o processo em liberdade. Os que não conseguirem provar inocência receberão sentença condenatória, em atendimento à denúncia formulada pela Promotoria local. Foram apreendidos computadores, documentos, armamentos, veículos e muito gado.


A rede de corrupção, desbaratada pelo juiz Carlos Roberto Rosa Burck, era formada por servidores da EMATER, Banco do Brasil e Agropecuaristas. Eles desviavam dinheiro usando programas do Governo Federal para empréstimos rurais. Os, projetos, que eram pleiteados em nomes de laranjas, eram aprovados e recebiam recursos em tempo recorde nesses órgãos. Após exatamente um mês da realização da operação que deixou as principais ruas da cidade tomadas por viaturas policiais, a população ainda está perplexa com a forma em que a “quadrilha” agia.


Ao deferir a soltura, o Juiz de Médici também concordou com a quebra do sigilo bancário dos acusados. O magistrado informou ainda que as diligências e juntada de provas já foram concluídas e que, todos os bens apreendidos não devem ser removidos sob pena de restabelecimento da custódia. Os réus já foram citados e devem, até o próximo dia 10 de junho, apresentar defesa. O processo pode ser acompanhado pelo site do Tribunal de Justiça de Rondônia, através do nº 0000752-82.2011.8.220006, ou pelo nome de alguma das partes. A última decisão pode ser visualizada aqui.


Confira os nomes dos acusados de desviar dinheiro público em Presidente Médici: Walter Cleber Maltarollo (pecuarista e comerciante); Clayton Maltarollo (pecuarista); Ronaldo André Bezerra Salton (funcionário do Banco do Brasil); Elson de Aguiar (pecuarista); Waltair de Aguiar (comerciante e ex-gerente da Médici Cred); Arli José Frizzo (funcionário da Emater) e Rogério Maroso (funcionário da Emater e ex-chefe). Todos já foram ouvidos e encaminhados ao presídio local á espera da Justiça.

COMENTÁRIOS

Nenhum Comentário Publicado. CLIQUE AQUI E SEJA O PRIMEIRO!
Rua Getúlio Vargas, 2086 - Sala F
São Cristovão / Porto Velho - RO
Fone: 69 3229-0169 / 8439-0794
rondoniadinamica@gmail.com
© Copyright 2012 RONDÔNIA DINÂMICA COMÉRCIO E SERVIÇOS DE INFORMÁTICA LTDA