Mais de 975 mil animais devem ser vacinados contra a febre aftosa no Vale do Jamari

Mais de 975 mil animais devem ser vacinados contra a febre aftosa no Vale do Jamari

Animais com até 24 meses devem ser vacinados

Mais de 975 mil bovinos e bubalinos devem ser vacinados contra a febre aftosa a partir da próxima segunda-feira (15) no Vale do Jamari de Rondônia.

Os produtores e pecuaristas devem vacinar até o dia 15 de novembro e fazer a declaração até o dia 22 do mesmo mês. Essa será a 45ª vacinação realizada pela Agência de Defesa Sanitária Agrosilvoastorial do Estado de Rondônia (Idaron).

Ao G1, o médico veterinário da Idaron em Ariquemes (RO), Murilo Freitas, informou que nesta etapa apenas os animais com até dois anos deverão ser vacinados. Mas os produtores que possuem animais acima dos dois também devem comparecer às agências dos respectivos municípios.

“Mesmo que esses produtores tenham animais acima dos 24 meses, eles precisam comparecer na agência para que se possa atualizar o cadastro do rebanho existente, e assim, evitar problemas para eles mesmos”, comentou.

De acordo com a Idaron, na última campanha realizada entre os meses de abril e maio, foram vacinados cerca de 2,6 milhões de animais na região. Entretanto, a etapa anterior tinha o requisito de imunizar animais de todas as idades. Em todo o estado, o número de bovídeos vacinados chegou a cerca de 14 milhões.

A maior quantidade de rebanho existente na região está em Buritis (RO), onde foram declarados 502.242 bovídeos na 44ª campanha de vacinação.

Para esta etapa de imunização contra a febre aftosa, o maior número de bovinos e bubalinos a serem vacinados também deve ser em Buritis, com 189.134. Ariquemes vem sem segundo, com um rebanho de 177.718 animais até os 24 meses. Campo Novo de Rondônia é o terceiro da lista com 157.161 animais.

Os pecuaristas e produtores que deixarem de vacinar serão multados em R$ 163,02 por animal não vacinado. Quem não declarar a vacinação dentro do prazo pagará multa de R$ 163,02 por propriedade.

GTA Online

Os produtores e pecuaristas do estado contam com a possibilidade de emitir online a Guia de Trânsito Animal (GTA), documento que contém as informações sobre o destino e condições sanitárias, bem como a finalidade do transporte animal.

O formato tem o objetivo de oferecer comodidade com segurança aos produtores do estado.

"Com esse sistema, os produtores podem emitir o documento a qualquer hora do dia e de qualquer lugar do mundo, basta estar conectado a internet e não precisam se deslocar a uma agência da Idaron", explicou Murilo Freitas.

Para emitir o documento, o produtor deve acessar o site da Idaron e clicar na área lateram em 'GTA Online'. Os produtores devem possuir uma senha, que é fornecida nas agências, para conseguir o acesso ao sistema e fazer a emissão dos documentos.

Autor / Fonte: Jeferson Carlos, G1 Ariquemes e Vale do Jamari

Leia Também

 
Loading...