Família aumenta renda fabricando iogurte e vendendo para escolas da região

Família aumenta renda fabricando iogurte e vendendo para escolas da região

A agroindústria de iogurtes é uma boa fonte de renda para a família de Rosangela

A maior demanda dos 10.500 litros de leite transformados em iogurte todo o mês pela Agroindústria Familiar Bom Princípio, no município de Vale do Paraíso, é vendida para escolas de municípios vizinhos para ser incorporada à merenda escolar, por meio do Programa Nacional da  Alimentação Escolar (PNAE).

Desde 2010, a família de Rosangela Alves Saiter – o marido e dois filhos – trabalha na fabricação de iogurte. Antes disso, eles mantinham a lavoura de café no sítio, mas Rosangela trabalhava numa escola, onde aprendeu a receita do iogurte que hoje comercializa.

Ela conta que começou a fazer o iogurte para vender após aperfeiçoar a receita e todos que provaram gostaram. Por meio do prefeito da cidade, Charles Luís Gomes,  soube que a Secretaria de Agricultura (Seagri) poderia incentivá-los com o fornecimento de equipamentos para tocar uma pequena agroindústria. E foi o que fizeram.

Então, construíram a sede da empresa e receberam os equipamentos do Governo de Rondônia, por intermédio da Seagri. Segundo ela, são equipamentos como iogurteira, freezer, mesa, dosador e tanque de recepção de leite – além dos cursos que já havia recebido pela Emater-RO.

Atualmente, a agroindústria está capacitada para processar até 500 litros de leite ao dia e aufere  renda na ordem de R$8 a R$10 mil reais por mês, quando o leite que produzia antes, segundo ela, mal dava para pagar o mercado.

Rosangela diz que 90% de sua produção vai para a merenda escolar e o restante comercializa nos mercados locais.

Ela também diz que as feiras que o governo promove incentiva bastante a venda dos produtos. “Participei de todas as Rondônia Rural. Isso mostra cada vez mais nossos produtos, as pessoas provam e isso auxilia para que vendamos cada vez mais”, cita ao elogiar as iniciativas do governo.

Autor / Fonte: Mirian Franco/Secom

Leia Também

Comentários