Expedito Jr firma compromisso pelo asfaltamento da Estrada do Belmont

Expedito Jr firma compromisso pelo asfaltamento da Estrada do Belmont

 Num trecho de apenas 10km estão abrigados praticamente 100% do PIB do setor de logística do estado e a maior fatia da arrecadação do ICMS

Em reunião com  representantes das maiores empresas instaladas na margem direita do rio Madeira, na Estrada do Belmont, na Zona Norte de Porto Velho, o candidato a governador pela coligação “Rondônia, esperança de um novo tempo”, Expedito Junior, firmou o compromisso de asfaltar os cerca de 10 quilômetros da estrada, criar faixas de estacionamento de carretas e iluminar todo o trecho. Também foi cobrado e se comprometeu em agilizar as licenças ambientais para instalação e ampliação de empresas na região.

O pequeno trecho de dez quilômetros forma um tronco que abriga as maiores empresas do ramo de logística, inclusive o grupo Chibatão, um dos maiores da América Latina, além de todas as distribuidoras de combustíveis e gás de cozinha que atendem todo o estado. Em termos econômicos, segundo o candidato Expedito Junior, ali estão concentrados quase 100% do PIB do ramo de logística e a maior fatia do bolo de arrecadação de ICMS.

“Essa Estrada do Belmont realmente é uma vergonha. Pelo que representa para Porto Velho e para todo o restante do estado, merecia uma atenção especial, uma manutenção rotineira que a deixe em condições de trafegabilidade”, avaliou Expedito ao criticar a precária condição da estrada que recebe grande fluxo de cargas pesadas diariamente.

O candidato disse que tão logo assuma o governo, caso vença as eleições, irá avaliar o maquinário do DER, aproveitar o inverno Amazônia para recuperar as máquinas avariadas e dar início a um forte trabalho de recuperação de estradas. As informações que chegam a ele, dão conta de que a maioria das máquinas estão quebradas e hoje o DER estaria em dificuldade até mesmo para abastecer seus maquinários.

Expedito sabe que a Estrada do Belomt vai exigir um asfalto rodoviário de qualidade especial para suportar o tipo de carga que transita por lá, mas se mostrou disposto a retribuir o imposto que é pago pelos empresários instalados na região.

LICENÇA AMBIENTAL

Outra reclamação ouvida pelo candidato foi com relação a demora na liberação de licenças ambientais pela Secretaria do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), seja para instalação de novos empreendimentos, seja para ampliação. Um exemplo do descaso foi citado por uma empresária. Com empresa instalada no local desde 1996, tenta sem sucesso desde 2015 renovar sua licença ambiental. “Absurdos como esse não vão acontecer”, afirmou Expedito.

Autor / Fonte: Valbran Jr

Leia Também