Doutores Sem Fronteiras planejam ações em Rondônia e mais dois estados em 2019

Doutores Sem Fronteiras planejam ações em Rondônia e mais dois estados em 2019

A ONG Doutores Sem Fronteiras (DSF) já está finalizando o planejamento de ações para o ano. O anúncio foi feito pelos irmãos e sócios-fundadores da ONG, Caio Eduardo Machado e Felipe Machado, tudo indica que em 2019 serão realizadas três ações – Rondônia: terras indígenas Sete de Setembro e Igarapé de Lourdes; Mato Grosso: aldeia Curva; e uma terceira etapa no Amazonas ainda a ser confirmada. Durante as ações, a DSF realiza procedimentos na área odontológica e médica. “Meta é sempre levar esperança às comunidades ribeirinhas e povos indígenas da Amazônia”, afirmam os irmãos.

“Todas as etapas estão praticamente fechadas. Aguardamos apenas uma posição do novo governo de Rondônia sobre a questão do apoio com o Barco Hospital Walter Bartolo para realizarmos os atendimentos nas comunidades indígenas do Rio Mamoré e Guaporé”, comenta Caio Machado, ativista fundador do DSF.

O grupo para as atuações já está sendo formado com profissionais especializados desde o término da última ação do DSF no Amazonas, em novembro de 2018. A iniciativa deve envolver mais de 200 pessoas entre odontólogos, médicos e equipes de apoio.

“Esperamos chegar aonde ninguém jamais chegou, atender quem nunca foi atendido, dar a oportunidade para esses povos de atendimento especializado, esperança e amor”, ressalta Felipe Machado, que é especialista endodontia e será o coordenador da ação esse ano.

A Doutores Sem Fronteiras é financiada pelos próprios participantes e empresas privadas, também contam com parcerias de ONGs da região, governo Federal e Estadual, no apoio em logística e alimentação. Para 2019, a ONG conta também com a parceria do Ministério da Saúde, da Secretaria de Saúde Indígena (Sesai), Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Porto Velho, DSEI Vilhena, Fundação Nacional do Índio (Funai), Associação Kanindé e Associação Metareila.

A primeira etapa deve ser realizada em   entre abril e maio na aldeia Curva, localizada em Juína, no Mato Grosso. Já segunda etapa no mês de julho, em Rondônia: terras indígenas Sete de Setembro e Igarapé de Lourdes. A previsão para a terceira etapa é para outubro, com local ainda a ser definido junto à Sesai.

No ano passado, a ONG realizou milhares de procedimentos na área odontológica e médica em todo estado de Rondônia e no Sul do Amazonas.

Mais informações sobre a ONG no site www.dsf.org.br ou redes sociais: Facebook - www.facebook.com/doutoressemfronteiras/ e Instagram - www.instagram.com/doutores_sem_fronteiras/.

Autor / Fonte: SOMA

Comentários

Leia Também

 
Loading...