Com as bençãos do Senhor e de Nossa Senhora

 Com as bençãos do Senhor e de Nossa Senhora, nasceu no último dia 12, a Maria Vitória. Ela é minha terceira netinha. Filha do Silvinho Santos e da Dani e irmã do João Vitor meu o único neto. Maria veio ao mundo por volta das 10 horas, pesando mais de meio quilo. “É uma meninona”. Os avós materno Zezinho e Fátima mais a avó paterna Terezinha é uma corujisse só. Maria Vitória que Deus te abençoe por toda vida. Maria Vitória o vovô tá todo besta com a tua chegada!

*******

Deixei para publicar o nascimento da minha netinha, somente após três dias do seu nascimento, para cumprir todas as superstições religiosas... Ao terceiro dia, a terceira hora etc.

*******

Aos três dias após o nascimento da Maria Vitória estarei sendo homenageado pelo boi bumbá Corre Campo no Arraial Flor do Maracujá.

*******

Estando feliz com o nascimento de mais uma descendente, com certeza, farei uma boa apresentação na noite deste sábado.

*******

Pois é, o Corre Campo achou de me transformar em tema da sua apresentação na 36ª Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás e como no jornalismo portovelhense não existe, além do Zekatraca, nenhum colunista cultural, eu mesmo tenho que passar aos queridos leitores minha história como AMO DE BOI BUMBÁ.

******

Sílvio Macedo Dos Santos – Zekatraca, nasceu em São Carlos do Madeira no dia 8 de dezembro de 1946. Aos quatro anos de idade, sua família veio morar em Porto Velho onde sua mãe colocou “BANCA” na Feira Livre e Sílvio passou a ajudá-la, vendendo saco, mingau e carregando água para as “Banqueiras”.

********

Foi justamente nesse tempo, que teve os primeiros contatos com a brincadeira de Boi Bumbá, pois, sua casa ficava na rua Farquar bem pertinho da Residência do Governador do Território Federal do Guaporé/Rondônia onde os BUMBÁS iam dançar todos os anos, no mês de junho.

********

Conheceu os AMOS Pedro Galego, Augusto Queixada, Cabo Fumaça, Zé Luiz, Suritiba, Lourenço, Mosquito, Luiz Amaral, Ventania, Carlos Mariano, Dartanhã, Nonato Guedes, Paulinho Rodrigues e tantos outros.

*******

Apesar desse conhecimento, Sílvio só veio realmente participar de um grupo de BUMBÁ no ano de 1987, convidado pelo seu Ribamar dono do Boi TIRA PROSA onde se encontrou com o Sardinha e o Carlinhos.

*******

De 1987 a 1991 ficou no Tira Prosa como AMO e foi campeão em 87, 88 e 89.

*******

Em 1992 foi para o Az de Ouro grupo do qual participou da criação junto com o Raimundo Nonato Guedes em 1991. No Az de Ouro como, 1º Amo venceu várias vezes os quesitos MELHOR TOADA e MELHOR AMO além de ter conquistado para o Boi, o título de campeão do Flor do Maracujá em 1995.

*******

No ano de 1997, a convite de Antônio de Castro Alves e seu irmão Zé Comichão, foi para o CORRE CAMPO como 1º AMO e um dos compositores de todas as toadas apresentadas no Flor do Maracujá a partir de então.

*******

De 1997 até 2016 Sílvio conquistou com o CORRE CAMPO 12 títulos dos 18 que o boi acumula desde 1990.

*******

Com a introdução do ITEM Levantador de Toadas no Flor do Maracujá, Sílvio ficou apenas como AMO do BOI e nesse quesito, jamais perdeu. É considerado inclusive pelos CONTRÁRIOS, como o Melhor AMO VERSADOR e melhor COMPOSITOR de toada de Boi em Rondônia.

*******

Eis o tema 2017 do Boi Bumbá Corre Campo - O Gigante Sagrado da Amazônia Ocidental:

*******

30 Anos Tirando Prosa – Sílvio Santos Eterno Amo do Boi Corre Campo.

 

Abracadabra, Corre Campo e Zekatraca no Maracujá
 

Neste sábado 15, acontece as últimas apresentações dos grupos de quadrilhas e bois bumbás, que estão concorrendo ao título de campeão da 36ª Mostra Folclórica do Arraial Flor do Maracujá. A programação vai começar com o boi mirim Estrelinha seguido da quadrilha mirim Rádio Farol, boi adulto Corre Campo e finalizando com a quadrilha Juabp.

O Boi Corre Campo – O Gigante Sagrado da Amazônia Ocidental vai contar a história do Amo Sílvio M. Santos – Zekatraca, através do tema: “30 Anos Tirando Prosa – Sílvio Santos Eterno Amo do Boi Corre Campo”. O grupo deve começar sua apresentação às 22 horas.

ABRACADRABA - É o nome do tema que a junina Juabp vai apresentar na noite de hoje, no Flor do Maracujá. A palavra é normalmente usada como encantamento por mágicos de palco. Antigamente, porém, acreditava-se no poder de tal palavra para a cura de febres e inflamações. A Juabp começa a se apresentar as 23 horas.

Décima Primeira Noite

A décima primeira noite da 36ª Mostra de Quadrilhas e Bois Bumbás que está acontecendo no Arraial Flor do Maracujá, começou com o boi mirim “Mancha Negra” seguido pela apresentação da quadrilha mirim “A Roça é Nossa”.

Na categoria boi adulto o Az de Ouro entrou na arena as 22 horas e mostrou que se os bois estivessem disputando, seria forte candidato ao título. De cara colocou como tribo os grupos de dança de toada Yaporanga e Waitku Mayakan com coreografia específicas para aquela apresentação. O Az de Ouro caso estivesse concorrendo seria prejudicado por não ter cumprido o Regimento Interno da Federon na questão da quantidade mínima de brincantes na arena. Outro item que poderia prejudicar foi o AMO do BOI. Destaque para a Rainha da Marujada Cristina Lima, Cunhã Poranga Erika Costa, Levantador de Toadas Fábio Góes, Apresentador Frank Primavera e para a Marujada.

Contando a história do Cangaço – Um Espetáculo no Sertão, a “Rocinha' arrasou com uma apresentação perfeita, sem nenhum erro. Fernanda Rocha uma das responsáveis pelo espetáculo da Roça é Nossa se disse satisfeita. “Nossos dançarinos e dançarinas vêm ensaiando desde o início do mês de março para mostrar essa beleza ao público do Flor do Maracujá”.

Programação de hoje

20 horas – Boi Mirim Estrelinha

21 horas – Quadrilha Mirim Rádio Farol

22 horas – Boi Bumba Az de Ouro

23h05 – Quadrilha adulta JUABP​

Autor / Fonte: Zekatraca

Leia Também

Comentários